Era Digital: Um celular na mão, e você pode tudo!

Produzir vídeos nunca foi tão fácil. A democratização das mídias facilitou o processo e fez com que o espectador se tornasse também autor da obra.

No ano passado, por exemplo, dois coletivos que já atuavam na cena audiovisual em Natal-RN, decidiram apostar tudo na ideia de criar a primeira websérie produzida no estado. A obra intitulada “Septo”, foi gravada com apoio de financiamento coletivo, e exibida gratuitamente em páginas das redes sociais. Resultado? Uma audiência surpreendente, e uma série de prêmios nacionais e internacionais.

Websérie Septo

Voltando um pouco no tempo, em 2015, foi lançado o primeiro longa-metragem totalmente capturado por câmeras de iphones. O filme Tangerine (Tangerina), foi dirigido pelo americano Sean Baker, que decidiu apostar no potencial das câmeras do Iphone 5’S. Não deu outra. A produção foi bem elogiada pela crítica, e surpreendeu ainda mais, quando os espectadores souberam que tinha sido capturada completamente por câmeras de três celulares.

Filme Tangerine/ Foto: Augusta Quirk

Esses são apenas alguns exemplos do quanto a ascensão de produção portátil vêm crescendo. Ernesto Andreghetto, especialista em _ e Diretor da Forasteiro Produções, acompanha de perto essa mudança. “Quando se torna o meio de produção mais barato, os produtores independentes surgem em massa”, explica.

Além de filmes e séries, produções mais simples como registros de casamento, videoclipes e vlogs, ganham cada vez mais um aspecto profissional. E isso independe de serem gravados com equipamentos de alto ou baixo custo. Para Andreghetto, esse é um dos pontos positivos: a democratização do processo. “Tudo isso abriu uma oportunidade não só de trabalho, mas de expressar-se artisticamente em espaços que muitos não tinham acesso”, afirma.

Mas também há os negativos. De acordo com o especialista, a banalização e a falta de filtro em relação ao quê gravar e publicar, são a parte negativa. “Isso faz com que surja uma enxurrada de vídeos dos mais diversos tipos, facilitando a exposição de registros muitas vezes inadequados”, complementa.

Então, se você é um dos bilhões de usuários de smartphones do planeta, saiba que em suas mãos está a possibilidade de começar a criar um filme, uma série, um clipe. Comece hoje mesmo! A barreira entre produzir e assistir, nunca foi tão frágil.


Gostou do conteúdo? Confira mais matérias sobre o mercado audiovisual em nosso site.

Quer fazer um orçamento? Contate-nos!

Posted in Blog.